A superexposição nas redes sociais

Oi, gente!

Estou pasma em ver como as pessoas andam se expondo gratuitamente nas redes sociais: fotos de uma vida toda, dos filhos, do prato do dia, conversas particulares e assuntos que deveriam ser discutidos pessoalmente, e até a cidade onde moram, endereço da casa, telefone, o destino de suas férias, fotos de onde estiveram ou estarão, com dia e horário, ou seja, o "pacote completo" para os oportunistas de plantão! Será carência? Solidão? Ingenuidade?
Esse comportamento pode até ser aceitável quando se trata de adolescentes, mas vejo adultos que já  passaram dos trinta se comportando como crianças imaturas. Será  um caso adolescência tardia? Um vazio interior? Necessidade de aceitação? Fuga da realidade? Vaidade?
Não nego as vantagens das redes sociais em questões profissionais, informação ou como meio de comunicação, mas há que se ter bom senso, ou melhor, há que se ter "senso do ridículo"! Os "facebooks da vida" acabaram virando o diário de certas pessoas, que expõe detalhes totalmente desnecessários de suas vidas privadas como se isso fosse a coisa mais normal do mundo...
Estamos na era do "você é o que você aparenta", da "transparência radical", e algumas pessoas querem "vender" uma realidade que não existe, postando fotos como se vivessem num "comercial de margarina": uma vida perfeita, com amigos e relacionamentos perfeitos, o que nada mais é do que um desvio de padrão comportamental.
Gente, o tempo é precioso demais! Não devemos gastá-lo com futilidades, correr riscos desnecessários ou agir de forma que possa nos trazer problemas futuros.
Vamos usar a internet de forma consciente e fazer dela uma ferramenta a nosso favor!








"Quem é feliz não conta, não espalha, não grita aos quatro cantos. Quem é feliz, satisfaz-se por sê-lo. E sabe que a felicidade anda coladinha na inveja. Quem é feliz não precisa provar nada, simplesmente é. Essa coisa de que a vida é uma festa e não existe nada errado, não me brilha aos olhos. Feliz é quem conhece o lado ruim e o respeita. Feliz é quem já foi infeliz. E Somente quem já foi infeliz, pode entender que a tristeza e o sofrimento traz um punhado muito bom de aprendizados. Felicidade não é sobre quem grita mais alto; é sobre quem sorri mais fundo".

 
Muita paz!!! 

6 comentários:

  1. Falou tudo! Concordo totalmente com vc. As pessoas estão pirando e colocando em risco suas vidas e de sua família.
    Amo seu blog e vc está de parabéns, sempre trazendo assuntos importantes e dicas legais!

    Bj,

    Tatiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber que ama o meu blog!

      Beijo, beijo!

      Mirian

      Excluir
  2. É exatamente assim como vc descreveu. Algumas pessoas acham que temos tempo pra ler tanta babaquice que se publica.
    Mas fazer o que, de ilusão tambem se vive....
    Bjs.

    Val

    ResponderExcluir
  3. É verdade, como tem pessoas carentes na rede,uma querendo chamar mais atenção que a outra. Acho isso falta do que fazer!
    Devemos usar a internet para coisas importantes,mas agora virou a janela da vida das pessoas,sabemos de tudo sobre elas.
    Amei o texto, como sempre! Parabéns!

    Karen

    ResponderExcluir